Você está em: Notícias > Desenvolvimento Ágil com Kanban
15/01/2013 20h04 | Vetplus
Desenvolvimento Ágil com Kanban
Seu processo de desenvolvimento de software melhor dia após dia Aprenda a utilizar um dos métodos mais simples e menos prescritivos para aperfeiçoar seu processo, melhorar a previsibilidade, produtividade e agregar mais valor a seus clientes

Em meados de 2007, Rick Garber e David J. Anderson apresentaram nas conferências “Lean New Product Development” e “Agile 2007” os resultados preliminares do uso de Kanban na Corbis, uma empresa fundada por Bill Gates da Microsoft. Desde então o Kanban vem ganhando mais e mais força na comunidade de desenvolvimento de software e mais empresas passaram a adotá-lo.
Kanban está bastante relacionado com o conceito de Sistemas Puxados do Toyota Production System (TPS). Tradicionalmente, antes da Toyota, a grande maioria das indústrias utilizava sistema de produção empurrada. Um sistema de produção empurrada caracteriza-se quando a primeira operação do processo recebe uma ordem de produção e a executa, empurrando o resultado da operação atual para a operação seguinte.
Em sistemas empurrados, não há ligação direta entre o que é produzido e a demanda do cliente, ou seja, pode-se dizer que o fato de um item ter sido produzido não significa que um outro item tenha sido vendido.
Um sistema de produção puxada exige que cada operação do processo seja alimentada pela demanda da etapa anterior, estabelecendo uma ligação direta entre o consumo real do cliente e a quantidade produzida. Dessa forma, o fato de um item ter sido vendido, geraria a demanda para a fabricação de outro. Em uma abordagem de desenvolvimento de software, poderíamos dizer que a demanda para se trabalhar em uma nova funcionalidade seria gerada quando alguma outra fosse entregue.
Kanban é uma palavra japonesa que significa cartão sinalizador, é utilizado no Sistema Toyota de Produção (TPS) e também por diversas empresas que aderiram à filosofia Lean para representar, em um sistema puxado de produção, um sinal para que se puxe mais trabalho, ou seja, para que o processo seja alimentado. 
Em se tratando de desenvolvimento de software, utiliza-se Kanban para controlar o trabalho em progresso (ou WIP – Work in Progress) para indicar quando novas tarefas devem ser puxadas, em outras palavras, indica quando um requisito deve ser analisado, desenvolvido, testado, etc.
O sinal para puxar mais trabalho se dá pela quantidade visual de trabalho em progresso subtraída de algum indicador de limite ou capacidade. Analisaremos melhor esses conceitos ao longo do artigo. Algumas implementações de Kanban contêm um quadro com slots (espaços) para representar a capacidade. Este sinal pode ser gerado por um software, como um Bug Tracking System, por exemplo, ou pela visualização da demanda em um quadro físico com cartões, chamado de card wall."

CopyRight 2012 © vetplus software
Avenida Ipiranga, 1744, Sala 01 - Cuiabá - MT, 78031-030 - (65) 3051-4988 / (65) 98459-6776
E-mail:
Senha: